BlogNotícias

Franquias de seguros: opções para novos empreendedores

By 05/11/2018 No Comments

FONTE: O Estado S. Paulo via Sindseg SP

Os dados vislumbram boas possibilidades de sucesso para quem empreender nesta área.

O Globo relata que o mercado de seguros é um dos mais promissores do país. Somente 19% da população brasileira conta, por exemplo, com a proteção de um seguro de vida, segundo estudo da Universidade de Oxford, que envolveu 11 países. O levantamento aferiu também que 56% dos brasileiros que ainda não têm este tipo de seguro pretendem adquirir o benefício. Somados todos os segmentos que compõem o setor (seguros gerais, previdência privada, saúde suplementar e capitalização), a receita no acumulado de 2017 atingiu R$ 428,9 bilhões, com expansão de 6,3% sobre o ano anterior.

Os dados demonstram não só a resiliência do setor, que vem crescendo mesmo em meio à crise econômica, mas também vislumbram boas possibilidades de sucesso para quem empreender nesta área. No universo de franchising, o mercado de seguros também faz parte de estatísticas positivas. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor de Serviços e Outros Negócios (no qual se inclui o seguro) apresentou a terceira maior variação em faturamento (9,2%), no ano passado.

Depois de acumular expertise atuando numa grande rede de franquia multinacional, Alessandro Lequerica Saúde e Bernard Biolchini apostaram no nicho de seguros há 15 anos. Em 2003, eles abriram a Pentagonal, grupo que reúne negócios também de dois outros segmentos. A empresa comercializa todos os tipos de seguros oferecidos no mercado e tem cadastro nas 25 maiores seguradoras do país. Depois de dez anos de atuação, adoraram o modelo de franquias em 2013. Hoje são 27 unidades franqueadas em todas as regiões, com destaque para Sudeste, Sul e Nordeste.

Primeira franqueadora da área de seguros do estado do Rio de Janeiro, a Pentagonal oferece quatro modelos de franquias, com investimentos iniciais de R$ 12 mil (Partners, microfranquia) a R$ 100 mil (Executivo II). Entre eles, há os modelos Home Office (R$ 50 mil) e Executivo I (R$ 75 mil). Os contratos têm duração de 5 anos e o retorno do capital investido é de 12 a 36 meses.

A empresa cobra royalties de 5% sobre o faturamento bruto, estimado entre R$ 10 mil a R$ 23 mil no primeiro ano, de acordo com o modelo de franquia. A expectativa, segundo Lequerica, é fechar 2019 com mais dez unidades franqueadas. ‘Este é um bom nicho de investimento, pois garante proteção para o consumidor que sofre com o aumento da violência e a crise econômica’, afirmou.

Na capital mineira nasceu a Quisto Corretora de Seguros, em 2012, adquirida pela holding Encontre sua Franquia, no segundo semestre deste ano. A empresa oferece mais de 90 soluções na área de seguros para pessoas físicas e jurídicas. Ideal para cidades com mais de 10 mil habitantes, a Quisto tem 20 unidades franqueadas em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo e projeta chegar a 70 até o final deste ano.

experiência do grupo em franchising, além do fato de o mercado de seguros estar em alta, nos faz acreditar que alcançaremos essa meta. À definição do quadro eleitoral reduziu com o receio dos investidores e já estamos captando novos leds para a marca’, afirma Henrique Mol, diretor da Quisto. Para 2019, os planos de expansão são audaciosos: alcançar 300 unidades em todo o país e faturar cerca de R$ 10 milhões.

São dois modelos de franchising: microfranquia em home office, que prevê investimentos de R$ 11.990 (incluídos taxa de franquia e capital de giro), com prazo de retorno de 6 a 18 meses, e faturamento bruto mensal de R$ 7 mil. E a loja física, que exige desembolso inicial de R$ R$ 25,6 mil, incluindo taxas de franquia e de instalação, além do capital de giro, com retomo de 12 a 18 meses. Neste modelo, o faturamento bruto médio mensal é estimado em R$ 70 mil. O lucro líquido fica em tomo de 12% a 13%.